segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Recomendamos curso para cuidadores de idosos no Distrito Federal.

Recomendamos curso para cuidadores de idosos no Distrito Federal.

Curso para qualificação de cuidadores de idosos Será realizado no Centro Social João Paulo II Já estão abertas as inscrições para o I Curso de Qualificação de Cuidadores de Idosos do Centro Social João Paulo II, mantido pela Paróquia de São Pedro de Alcântara, no Lago Sul. O curso será realizado em Setembro próximo. Com o envelhecimento da população torna-se necessária a expansão e especialização em conhecimentos destinados a cuidar do bem-estar de quem, de alguma forma, necessita atenção. “As pessoas estão envelhecendo e necessitam de acompanhamento familiar. Quando os familiares de alguma forma não podem atender a todas as demandas a figura do cuidador é essencial”, diz a especialista Vera Mattos. A partir dos 65 anos há uma busca pelos serviços de cuidador.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Curso Qualificação Cuidadores Idosos em Brasília.

Curso para qualificação de cuidadores de idosos será realizado no Centro Social João Paulo II, em Brasília/ Distrito Federal.

Curso para qualificação de cuidadores de idosos será realizado no Centro Social João Paulo II, em Brasília/ Distrito Federal. As inscrições já se encontram abertas, sendo que o curso será ministrado em setembro próximo.
A iniciativa é do Padre Carlos Henrique, da Paróquia São Pedro de Alcântara, que estabeleceu parceria com a Fundação Jaqueira, instituição de larga experiência quando se trata principalmente da terceira idade.
Os interessados devem buscar informações através dos telefones (61) 33693764; 81140639.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Recomendamos curso para cuidadores de idosos no Distrito Federal.

Curso para qualificação de cuidadores de idosos Será realizado no Centro Social João Paulo II Já estão abertas as inscrições para o I Curso de Qualificação de Cuidadores de Idosos do Centro Social João Paulo II, mantido pela Paróquia de São Pedro de Alcântara, no Lago Sul. O curso será realizado em Setembro próximo. Com o envelhecimento da população torna-se necessária a expansão e especialização em conhecimentos destinados a cuidar do bem-estar de quem, de alguma forma, necessita atenção. “As pessoas estão envelhecendo e necessitam de acompanhamento familiar. Quando os familiares de alguma forma não podem atender a todas as demandas a figura do cuidador é essencial”, diz a especialista Vera Mattos. A partir dos 65 anos há uma busca pelos serviços de cuidador.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Estímulos mentais retardam a evolução das temidas doenças degenerativas.

Um dos maiores temores do envelhecimento é a perda da autonomia, especialmente quando ela vem acompanhada do declínio das funções mentais. Nesse terreno, as demências são os maiores fantasmas que assombram quem cruza a fronteira da terceira idade. São síndromes que envolvem o comprometimento de funções cognitivas sem, no entanto, afetar a consciência da pessoa. Essas doenças afetam especialmente a memória, a inteligência, a capacidade de orientação, de julgamento e de convívio social.Elas podem ser degenerativas, como o Mal de Alzheimer, ou secundárias, em conseqüência de algum outro mal, por exemplo a arteriosclerose, o hipotiroidismo ou o alcoolismo.

O Mal de Alzheimer, por exemplo, atinge cerca de 20% dos octogenários. Ainda não se sabe ao certo como preveni-lo e ele não tem cura. No máximo, algumas drogas podem retardar seu progresso. Em 8 ou 12 anos, o Mal costuma levar à morte. Para quem já é portador destas doenças os medicamentos mais avançados para seu tratamento apenas retardam a sua evolução com pouca ou nenhuma resposta terapêutica, portanto sem resultados eficientes , conta a médica geriatra Luciane Páscoa, de São Paulo.

Entre os transtornos psiquiátricos, a depressão está entre os problemas mais comuns nessa faixa etária. Em alguns casos, pode até sinalizar a instalação de outra doença, como o Parkinson.

Um dos segredos para manter a cabeça jovem é manter-se ativo a vida inteira. É preciso investir em relacionamentos, em hobbies, em atividades que exijam concentração e interação social. Tudo isso favorece a massa cinzenta. Os especialistas recomendam, por exemplo, que os idosos façam trabalhos manuais, leiam muito, aprendam coisas novas. A leitura, especificamente, melhora atenção, memória e fluência verbal, revelou um estudo americano com mais de 500 idosos.

Manter essas funções em ordem é também uma questão de sobrevivência: a taxa de mortalidade aumenta quando essas capacidades despencam. Sim, manter o cérebro ativo pode ser sinal de longevidade.


http://www.minhavida.com.br/conteudo/1475-Manter-o-cerebro-ativo-e-a-senha-da-longevidade.htm
A Fundação Jaqueira é credenciada pelo Ministério Público a tratar e cuidar dos assuntos relativos a terceira idade. Participe, entre em contato e contribua. Reconhecida como de utilidade pública pela Assembléia Legislativa da Bahia pela Lei 11 032 de 11 de abril de 2008. Faça a sua parte e nos ajude a continuar o trabalho social que realizamos.Seja um benemérito.